Al-Madan é um projecto editorial do Centro de Arqueologia de Almada que, nos termos da Lei n.º 78/2015, de 29 de Julho, destinada a regular "a transparência da titularidade, da gestão e dos meios de financiamento das entidades que prosseguem atividades de comunicação social", efectua e publicita o seu registo de Transparência dos Media na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC).

Contempla duas edições com objectivos complementares e convergentes:

– Al-Madan (ISSN 0871-066X; Registo de Imprensa 108 998; Depósito Legal 92 457/95), revista impressa para distribuição tradicional (venda directa e no circuito comercial). Inclui uma Iª Série, editada entre 1982 e 1986, e uma IIª Série, activa desde 1992;

– Al-Madan Online (ISSN 2182-7265), revista digital cuja edição se iniciou em 2005, em paralelo com o n.º 13 da revista impressa. É distribuída gratuitamente via Internet, através do sítio web da revista (http://www.almadan.publ.pt/) ou da plataforma ISSUU (http://issuu.com/almadan).

 

Ambos os suportes têm formato A-4 e são presentemente maquetados em policromia, tanto na capa como no miolo.

O volume impresso é encadernado por colagem e estabilizou nas últimas edições um miolo com 176 páginas. A periodicidade é anual e a tiragem variável (300 a 500 exemplares nas últimas três edições). As edições de 2001 (n.º 10) e de 2002 (n.º 11) incluem CD-ROM complementares.

O volume digital tem tiragem semestral (Janeiro e Julho) e número de páginas variável, em função dos originais recebidos dentro dos prazos pré-definidos.

 

Al-Madan é produzida e distribuída por uma equipa de técnicos da associação e de outros colaboradores voluntários.

Para além de outras situações pontuais, Al-Madan conta com o patrocínio da Câmara Municipal de Almada e beneficia dos protocolos de parceria e de apoio formalizados com as empresas Arqueohoje e Neoépica, respectivamente, no âmbito da campanha Vamos Manter a Al-Madan Impressa.

 

[voltar ao topo da página]